Verão

Era Verão quando o amor veio de visita. Chegou sem aviso, pegou-lhe nas mãos e beijou-lhas.

Não se importou com detalhes. Quis ficar aninhado no seu coração e assim o fez, adoçando-lhe os dias com ternura e inflamando-lhe as noites com impetuosidade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s